Um bom começo

Vou contar uma história, algo que ainda ninguém sabe. Como começou a minha experiência na Noruega. Chama-se "Um bom começo".

Sigo até Lisboa e o avião chega atrasado. Na correria para o transbordo nem tive tempo para fumar um cigarrito. Eram lugares marcados de Lisboa para Oslo por isso fiquei com um bom lugar - o primeiro a seguir à primeira classe, junto à janela, com um lugar a separar-me da outra pessoa. "Vou mas é dormir que fiz quase directa" pensei. A meio da viagem o senhor hospedeira acorda-me com o almoçinho - um assado que podia ser bem pior. Foi feixe.

Depois de comer a sobremesa, a mulherzinha sentada ao lado diz-me "Quer esta sobremesa que eu não vou comer". Aceitei, claro, pensando que o melhor era que ela fizesse uma dieta pois estava totil gorda. Depois percebi que isso tinha sido motivo para meter conversa. Perguntou-me o que ía fazer a Oslo e porquê e que estranho que era e tal.. "Mau"... torci logo o nariz. Ela começa com uma conversa de que estava em Oslo há 25 anos, mas que estava a tentar voltar para Portugal, e que a Noruega é isto e os noruegueses são aquilo... e que estranho escolher a Noruega... "mas é importante a arquitectura norueguesa" pergunta-me... eles não sabiam fazer casa de banho e são malcriados e não limpam os sapatos e as mulheres só vão ao cabeleireiro de mês a mês e tal... Ó i ó ai, "mas afinal quem é que te trouxe" pensei. Lá se calou e adormeci outra vez.

Chego finalmente ao aeroporto e sigo prá bagagem... vem malas e mais malas, a mulherzinha lá pega na dela e baza. Deve ter ficado sentida por não lhe ter dado trela. Mas da minha mala nem sinal. Passada meia hora cai-me a realidade em cima.. A minha mala não vem.. "Fds" foi o que eu pensei logo. Balcão da servisair, "my bag is lost!" assina aqui, "address?" - "sei lá!". Tou lixado.

No exterior do aeroporto Oslo-Gardermoen.

Saio para a área publica e vou fazer o que se faz logo - levantar uma coroas, porque sem dinheiro é grupes. Minibank, é assim que eles chamam ao multibanco. Vou todo contente levantar dinnero, mas a maquina diz-me "your bank didn't allow this opperation". Tou lixado.
O que é que eu faço? Faço o que todo o bom menino faz - telefonar à mamã. Ah, pois.. não há vodafone na noruega... hmmm... não activei o roaming.... hmmm... Tou lixado.
Fui procurar as cabines e por estranho que pareça aceitam euros (não só no aeroporto como pela cidade - estranho). Telefono e a minha mãe aconselha-me a trocar os 20 Euritos que tinha na carteira e seguir para o hotel para não perder a reserva. Pois, é que o contrato da casa só começava no dia a seguir, e os hostels estava todos esgotados. Meti-me no shuttle para o hotel (6€ - 5min) "I have a reservation!"... passei o visa (90€ - 1 noite) e subi para o quarto. Ah, é o hotel mais barato que encontrei...

O hotel visto do meu quarto.

Uma mensagem de boas vindas, à patrão.

O patrão!

A cara de quem não tem mala, dinheiro ou telemóvel!

Às 10 da noite.

Depois de me ambientalizar, deito-me numa das camas (só tinham quartos duplos pois havia um ajuntamento de... golfistas) em estado catatónico quando passado um par de horas toca o telefone do quarto. Era a minha mãe (???)
Lá me disse que a tap estava a averiguar onde estava a mala, o banco disse que estava tudo bem e que deveriam ser as linhas que estavam interrompidas e que a não sei quantas (uma conhecida) da vodafone tinha activado o roaming e que deveria funcionar depois da meia noite.



O meu quarto no Thon Hotel Gardermoen

Adormeci. De manha enfardei no buffet (eles comem totil ao pequeno almoço - ovos, salmão, cereais, torradas, compotas, bla bla bla) e meti-me no shuttle para o aeroporto (6€ - 5min). O telemovel á funcionava e levantei 150€ em coroas. Meti-me no Flytoget, que é como que diz Flytrain, para oslo sentrum (20€ - 20 min).

Depois fiz muitas coisas. Comprei bilhete intermodal 24h, fui à recepção geral das residências em Bjølsen para buscar as chaves, tentei ir até Sogn onde é a minha residência, perdi-me mas lá consegui encontrar eram já 8 da noite. Acabei por agradecer a Alá terem perdido a minha mala, porque, quando apareceu dois dias depois (tinha ficado em Lisboa) foi grande filme ir com a mala do aeroporto ao centro, à estação de metro, e à residência... é sempre a subir... a subir muito...


A vista do meu quarto na residência.

Conclusão... a mulherzinha não sabe o que diz. Os Noruegueses e Norueguesas são muito simpáticos, a cidade é brutal, a escola é demais e têm grande arquitectura (as casas de banho também são normais e ainda não vi nenhuma desgrenhada pela rua, muito pelo contrário).

Ah! E afinal há bolos.. é preciso é procura-los. Já os encontrei, e bons.. são é caros (3€). Também há umas cenas que são tipo bolos.. até são fixes e mais baratos (1€).

O bolo mais comum.

P.S. Isto não é o messenger. Não tenho problema algum com abreviações e quem não tem acentos está desculpado disso, mas erros ortográficos é que não... "verba volant, scripta manent"

2 comments:

  1. Ah quanto tempo vc esta aqui em Oslo?
    Eu moro e estudo aqui em Oslo, vc conhece muitos brasileiros?
    bom aqui esta o meu e-mail em caso vc queira fazer mas amizades: caroline_ipanema@yahoo.com.br
    Sucesso aqui ;)

    ReplyDelete
  2. eu já não estou em oslo. voltei ao porto.

    ReplyDelete